sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Moda e Guerra Um retrato da França ocupada



Esse é sem dúvida um livro super interessante e gostoso de ler!  Quando comento aos meus alunos sobre os livros que narram a historia da moda e seus principais eventos e que são essenciais para aportar conhecimento a todos os curiosos dos estudos sobre a indumentária, esse livro é um dos primeiros que indico para que leiam.
Perguntam-me precipitadamente alguns alunos: “O que tem a ver a Segunda Guerra Mundial com a moda? ”Digo: ”Muita coisa, aliás, tudo!”

Vamos ler e saber o que diz a crítica de importantes meios de comunicação em nosso país a respeito do livro Moda e Guerra  Um retrato da França ocupada da historiadora Dominique Veillon.
"Dominique Veillon faz uma minuciosa pesquisa para mostrar que as mulheres francesas souberam, durante a guerra, se adaptar aos tempos duros."
Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo, 15/4/2004

"Uma narrativa primorosa e abrangente do cotidiano dos franceses, das suas dificuldades, esforços e improvisações para manter status de um país vocacionado à moda e à alta costura."
Elias Thomé Saliba, O Estado de S.Paulo, 9/5/2004

"Com farta iconografia, glossário de termos de moda, biografia de celebridades do mundo da alta-costura no século XX, Dominique Veillon humaniza mitos da moda, como Gabrielle Chanel, Jeanne Lavin e Elsa Schiaparelli."Marco Gramacho, Correio da Bahia, 23/5/2004

"Numa narrativa cativante, Dominique Veillon descreve em detalhes as alfinetadas e tesouradas entre as autoridades alemãs empenhadas em dominar o setor e as empresas de luxo da França, lideradas pelo estilista Lucien Lelong. "Luiza Villaméa, revista Isto É, 9/6/2004

“... relato saboroso de como os franceses se viraram para manter a elegância e a auto-estima em tempos tenebrosos. Improvisaram até blusas com tecido de pára-quedas e chapéu de jornal!"
revista Claudia, Julho/2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário