quinta-feira, 16 de junho de 2011

Realeza fashion

Quando foi negado espaço político a Maria Antonieta, ela resolveu causar confusão em outra área. E conseguiu mudar a silhueta de seu tempo em amplos sentidos: político, indumentário e social. Foi a principal figura de algumas das primeiras revistas de moda - Le cabinet des modes, Les modes nouvelles e Le journal des dames et des modes.

As ditas futilidades da austríaca que tornou-se rainha da França acabaram pondo mais pólvora na Revolução Francesa - ela conseguiu estimular um código de vestimenta até para os revolucionários.  A biografia "A Rainha da Moda" (2007), da historiadora Caroline Weber, trata disso e muito mais em 472 páginas - das quais mais de 100 apenas em notas da autora.

Leitura indispensável aos estudantes de moda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário